Mercado de games

Internet: Mercado de Games cresce no Brasil

Brasil é o quarto país com maior número de usuários de Internet do mundo

Segundo o novo relatório publicado no início do mês de outubro pela Conferência das Nações Unidas sobre Comércio e Desenvolvimento (UNCTAD), neste ano, o Brasil foi considerado o quarto país com maior número absoluto de usuários de Internet, ficando atrás de Estados Unidos, Índia e China.

A economia digital está evoluindo rapidamente, mas em velocidades muito diferentes. A América Latina e o Caribe viram o uso da Internet expandido e de outras tecnologias digitais nos últimos anos. Mas essa evolução pode ser melhor aproveitada na maioria dos países da região.

O documento “Economia da Informação 2017: Digitalização, Comércio e Desenvolvimento” apontou que o Brasil tinha 120 milhões de usuários de Internet em 2015, ficando atrás dos EUA, com 242 milhões, da Índia, com 333 milhões, e da China, com 705 milhões.

Em 2015, as economias em desenvolvimento responderam por 70% dos usuários de Internet no mundo. Apenas quatro economias desenvolvidas ficaram entre os dez países com maior número de usuários: EUA, Japão, Alemanha e Reino Unido.

O relatório indicou que no Brasil, na Índia, no México e na Nigéria, as taxas de crescimento anual do uso de Internet ficaram entre 4% e 6% de 2012 a 2015.

As taxas de avanço foram bem menores nas economias desenvolvidas, com exceção do Japão, uma vez que esse mercado já está perto da saturação.

No Brasil e na China, mais de 50% da população utiliza a Internet. Na Índia apenas pouco mais de um quarto da população está online. A expectativa é de que os próximos 1 bilhão de usuários de Internet virão principalmente das economias em desenvolvimento.

Mas, e quando falamos do mercado de games?

Mercado de Games

De acordo com levantamento da Super Data Research, o mercado de games no Brasil movimenta cerca de U$ 1,5 bilhão por ano, com previsão de alcançar U$ 1,6 bilhão em 2017. O mercado interno é responsável por 35% do total da receita gerada pelo setor na América Latina, que é de aproximadamente US$ 4,5 bilhões.

Na contramão de outros setores, o setor de jogos digitais cresce expressivamente e ainda há muito a ser desenvolvido.

Isso mostra que o gosto pelos jogos digitais deixou de ser uma simples preferência infantil e se tornou assunto sério, responsável por uma indústria altamente lucrativa.

O crescimento do setor proporciona benefícios aos jogadores e aos empresários. Isso tem mostrado que a área é um excelente investimento para qualquer um.

Não importa a plataforma que se use, essa é uma área que tem tudo para evoluir.

Vamos conhecer algumas curiosidades. 

Perfil do Público

Segundo o levantamento realizado pela Escola Superior de Propaganda e Marketing (ESPM) em parceria com o instituto New Brand Research e o estúdio Sioux, o público está mudando.

No quesito idade, o público predominante está na faixa etária entre 25 a 34 anos, com 36,2%. 31,4% têm entre 35 a 54 anos, e 28,4% têm entre 16 a 24 anos. 3,2% têm mais de 54 anos e 0,8% têm até 15 anos.

Além disso, as mulheres são o público predominante entre os gamers brasileiros, de acordo com a pesquisa Game Brasil 2017. As jogadoras representam 53,6% do público de videogames no país.

Na classificação de jogadores, há os perfil “casual” (pessoas de ambos os sexos que dedicam algumas horas da semana em partidas sem compromisso em jogos fáceis), e os “hardcore”, grupo de usuários que experimentam os lançamentos com uma visão mais analítica e é, geralmente, formado por homens entre 18 a 35 anos.

Os números não podem mentir. Isso mostra que este mercado está bem aquecido e em franca expansão nos últimos cinco anos.

Plataformas preferidas

O perfil do game brasileiro vem se fortalecendo como multiplataforma, tendo 74% dos gamers jogando em mais de um dispositivo.

Segundo site IG, esses jogadores, os dispositivos mobile, como celulares e tablets, marcaram 77,9% da preferencia dos jogadores.  O computador vem logo atrás, com 66,4%, e então, os consoles, com 49% de usuários.

Para jogadores que preferem se manter em apenas um tipo de dispositivo, o smartphone é o escolhido por 37,6% dos gamers, seguido de consoles 28,8% e o computador fica por último, com 26,4%.

Nos games mobile, a Samsung é a favorita entre 37% dos usuários. Entre aqueles que gostam de jogar consoles, os da família Playstation, da Sony, se consolidam como os videogames favoritos dos jogadores, com 59% de preferência.

E você é um jogador casual? Qual plataforma você usa?

 

Comments:1

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *