internet luz

Nova tecnologia sem fio substitui fibra óptica

Nova tecnologia é rápida e não precisa de fios

A nova tecnologia mostra como a internet avança a cada dia e traz sempre uma novidade.  Uma equipe de físicos com sede no Reino Unido, Alemanha, Nova Zelândia e Canadá descreve como as novas pesquisas podem favorecer nesse assunto.

Segundo o relatório publicado na revista Science Advances, estudos sobre o “Momento Angular Óptico” (OAM) poderiam superar as dificuldades atuais usando luz torcida em espaços abertos. Ou seja, ter todo potencial da internet cabeada sem precisar uma rede de fibra óptica convencional.

Nova Tecnologia e Pesquisa

 O Grupo de Pesquisa da Universidade de Glasgow examinou os efeitos tanto na fase como na intensidade da luz de transporte de OAM sobre um link real. Tudo isso em um ambiente urbano para avaliar a viabilidade desses modos de transferência de informação quântica.

O seu link de espaço livre, na Alemanha, tinha 1,6 km de extensão e passou por campos e ruas.

Além de estar perto de prédios para simular com precisão um ambiente urbano e turbulência atmosférica que pode interromper a transferência de informações no espaço.

Essa é uma abordagem completa instrumental em mover as pesquisas da OAM para a frente.

Conduzindo esses testes de campo em um ambiente urbano real revelou novos e emocionantes desafios.  O mesmo podem ser superados antes que os sistemas possam ser comercializados.

Funcionamento

Os cientistas tomaram um passo importante no sentido de usar a luz “torcida” como uma forma de transmissão de dados sem fio e de alta capacidade.

Enquanto as comunicações digitais convencionais usam fótons como um e zero para transportar informações, o número de torções entrelaçadas nos fótons permite que eles transportem dados adicionais.

A capacidade dos fótons torcidos de transportar informações adicionais significa que o momento angular óptico tem potencial para criar tecnologia de comunicação de largura de banda muito maior.

Limitação

Diferente do sinal do Wi-fi comum, a nova tecnologia não é capaz de atravessar paredes. Mesmo usando a luz para transmitir Internet em locais com muitos obstáculos.

A tendência é que a novidade seja menos efetiva dentro de prédios e casas.

No entanto, os cientistas defendem ao menos duas grandes vantagens na descoberta. De acordo com os estudiosos, a tecnologia permitiria acelerar a entrega de dados em zonas rural. Além disso, obter banda larga em qualquer lugar com um investimento mínimo em cabeamento.

Desafios Futuros

Essas descobertas permitem que os pesquisadores abordem desafios, não observados anteriormente. No desenvolvimento de ótica adaptativa para transferência de informação quântica, aproxima-se uma nova era.  A era óptica espacial livre poderá substituir a fibra óptica como um modo funcional de comunicação em ambientes urbanos.

A pesquisa evidenciou a fragilidade das frentes de fase moldadas. Particularmente para aquelas que seriam integrantes de transferências de dados de alta largura de banda. Este estudo indicou os desafios futuros sistemas adaptativos ópticos serão necessários para resolver.

Vale lembrar que a técnica para uso de fótons no ar como meio de transmissão de Internet está em fase de pesquisa. Portanto, ainda não há previsão de lançamento no mercado.

 

Comments:1

  1. Obvio que o mundo tente a ser sem fio. é tendência mundial a telecomunicação global deixar a poluição visual dos cabos . Já foi tratado isso em alguns países. Tendo em vista isto, os fabricantes de cabos estão organizando workshop como loucos para desfazer dos estoques de cabos em tempo hábil.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *